4 thoughts on “SAE/DF – UM SINDICATO QUE NÃO RESPEITA TRABALHADORES.”

  1. Tal desrespeito já foi por várias vezes exposto. Toda a diretoria envolvida com a má administração, abandonou o barco e fundaram uma associação da mesma categoria, certo com o intuito de continuar a faturar. Onde fica a responsabilização dos últimos diretores presidentes? Onde está a auditoria pedida pela astege e outros grupos da categoria? Onde está a fiscalização que permite que um agente de portaria tenha patrimônio completamente desproporcional ao salário que recebe?
    A nota de vocês é clara, mas só agora que foi visto? Ou também existiu vista grossa para essa situação que agora se agrava pois abandonaram o barco, decidiram não contribuir mais com o sintes-df e demais entidades sindicais. A responsabilização precisa ser feita em cima de TODOS os diretores. Quanto aos funcionários do SAEDF, vários foram demitidos, indenizados e após re- admitidos, qual a opinião quanto a esse tipo de prática que sabemos que era adotada?

  2. Cortado por moderador por qual razão? Tal desrespeito já foi por várias vezes exposto. Toda a diretoria envolvida com a má administração, abandonou o barco e fundaram uma associação da mesma categoria, certo com o intuito de continuar a faturar. Onde fica a responsabilização dos últimos diretores presidentes? Onde está a auditoria pedida pela astege e outros grupos da categoria? Onde está a fiscalização que permite que um agente de portaria tenha patrimônio completamente desproporcional ao salário que recebe?
    A nota de vocês é clara, mas só agora que foi visto? Ou também existiu vista grossa para essa situação que agora se agrava pois abandonaram o barco, decidiram não contribuir mais com o sintes-df e demais entidades sindicais. A responsabilização precisa ser feita em cima de TODOS os diretores. Quanto aos funcionários do SAEDF, vários foram demitidos, indenizados e após re- admitidos, qual a opinião quanto a esse tipo de prática que sabemos que era adotada?

  3. Como filiado ao SAEdf gostaria de ter alguns esclarecimentos. Tal desrespeito já foi por várias vezes exposto. Toda a diretoria envolvida com a má administração, abandonou o barco e fundaram uma associação da mesma categoria, certo com o intuito de continuar a faturar. Onde fica a responsabilização dos últimos diretores presidentes? Onde está a auditoria pedida pela astege e outros grupos da categoria? Onde está a fiscalização que permite que um agente de portaria tenha patrimônio completamente desproporcional ao salário que recebe?
    A nota de vocês é clara, mas só agora que foi visto? Ou também existiu vista grossa para essa situação que agora se agrava pois abandonaram o barco, decidiram não contribuir mais com o sintes-df e demais entidades sindicais. A responsabilização precisa ser feita em cima de TODOS os diretores. Quanto aos funcionários do SAEDF, vários foram demitidos, indenizados e após re- admitidos, qual a opinião quanto a esse tipo de prática que sabemos que era adotada?
    Se for para o moderador excluir o comentário, que pelo menos responda por e-mail.

  4. Tal desrespeito já foi por várias vezes exposto. Toda a diretoria envolvida com a má administração, abandonou o barco e fundaram uma associação da mesma categoria, certo com o intuito de continuar a faturar. Onde fica a responsabilização dos últimos diretores presidentes? Onde está a auditoria pedida pela astege e outros grupos da categoria? Onde está a fiscalização que permite que um agente de portaria tenha patrimônio completamente desproporcional ao salário que recebe?
    A nota de vocês é clara, mas só agora que foi visto? Ou também existiu vista grossa para essa situação que agora se agrava pois abandonaram o barco, decidiram não contribuir mais com o sintes-df e demais entidades sindicais. A responsabilização precisa ser feita em cima de TODOS os diretores. Quanto aos funcionários do SAEDF, vários foram demitidos, indenizados e após re- admitidos, qual a opinião quanto a esse tipo de prática que sabemos que era adotada? Aguardo uma resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *